Peza Arroz

 
 

 
 
 

 
 
 
 

Origem do Nome Peza Arroz

 
A Cidade do Porto, antigamente, era uma cidade muito pobre. A população passava muitas necessidades para conseguir governar as suas famílias devido as dificuldades económicas. O meu bisavô (homem da época) trabalhava no rio como barqueiro e fragateiro na venda de diversas especiarias, como o arroz. Tratava-se de um homem com poucos recursos económicos e, como toda a população da época o passava muitas dificuldades económicas. A falta de recursos económicos é que dá surgimento ao nome "Peza Arroz". O nome nasce quando o meu bisavô, num dia de trabalho, é apreendido por estar a roubar arroz. Nesse momento foi obrigado a pesar a quantidade de arroz que tinha roubado e a pagar uma multa. A partir daí ficou conhecido entre as pessoas mais próximas como o "Peza Arroz, devido a este episódio. Coincidência ou não, é que o surgimento deste episódio deu os primeiros passos na origem da história da minha família. A família "Peza Arroz" de qual tenho tanto orgulho em pertencer.
 
 
 
 
 

Filha da Mãe Preta

 
 

 
 
 

 
 
 
 

Origem do Nome Filha da Mãe Preta

 
Outrora existia junto à ponte D. Maria (conhecida como antiga ponte do comboio) casas de habitação e algumas lojas que vendiam várias coisas, incluindo refeições. Pelo rio Douro chegavam os barcos rabelos, alguns provenientes das minas do Pejão, transportando carvão que abastecia a cidade do Porto. Nesta altura, o apelido "Mãe Preta" não existia. Nasceu quando um grupo pertencente a tripulação de um barco rabelo, que tinha atracado, se deslocou à loja da Sra. Rosalina para, como habitualmente, devorar uma bela refeição. Como é lógico, quem transporta carvão como estes homens, tem que chegar ao destino com o corpo e as roupas todas negras. Um desses homens ao passar pela Sra. Rosalina a quem chamava "Mãezinha", passou-lhe as mãos sujas de carvão pela cara, originando um riso geral que desencadeou a que um dos homens disse-se: "Agora parece uma Mãe Preta".
A partir desse momento, todos os tripulantes rabelos, por terem passado a palavra sobre este episódio, começaram-lhe a chamar "Mãe Preta". Há que salientar que a Sra. Rosalina nada tinha de negra pelo contrário tinha a pele completamente branca.
 
 
 
 
 
 
 

Origem dos Restaurantes Pezarroz

 
 

 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
Aconteceu há várias décadas. A minha avó, mulher do campo, decide abandonar a sua aldeia, Melgaço, para vir em direção a Cidade do Porto. O objetivo era procurar uma oportunidade para conseguir uma vida melhor. Na Cidade do Porto encontra o amor da sua vida, o meu avô, filho do conhecido "Peza Arroz". Assim, os meus avós começam a construir a história da família "Peza Arroz".

Corria o ano de 1944, quando o tio da minha avó dá-lhe um pequeno espaço chamado "Casa de Melgaço", localizado na Zona Ribeirinha. Pouco tempo depois da minha avó chegar a Cidade do Porto. Podíamos encontrar comida regional portuguesa e diversos petiscos. A generosidade, bondade e humildade dos meus avôs eram os principais ingredientes da "Casa de Melgaço". Ninguém conseguia ficar indiferente quando os conhecia. Eram genuínos. Havia sempre um prato de comida para toda gente. Pessoas da própria época. Os cozinhados da minha avó "Mariazinha" deixavam qualquer um de água na boca. Atualmente, são muitas vezes relembrados com a expressão "Tinha uma mão para a cozinha", assim como o cozido à portuguesa do Sr. António, o meu avô. Deixava qualquer um embasbacado. Um homem daquela época com gosto em elaborar um prato tão típico.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O apelido do meu bisavô era um símbolo. Tanto que a população chamava ao meu avô o "Peza Arroz". Quando vinham a "Casa Melgaço" diziam que iam comer ao "Peza Arroz". Foi assim durante alguns anos. Assim que, acabaram por mudar o nome para "Restaurante Peza Arroz". Acabou por ser o projeto de vida dos meus avós.

Dedicaram toda a sua vida. O intuito era conseguirem uma vida melhor. E assim aconteceu. A vida foi dura. Ambos faleceram cedo demais. A minha avó nunca conheci. Mas sempre senti que a conhecia. Das memórias e histórias que toda a gente me contou ao longo da minha vida. Ficarei para sempre com a imagem de uma mulher com um coração de ouro. É um orgulho ter o nome dela. O meu avô. As memórias são poucas. Quase nulas. Para mim será sempre o traquina e brincalhão das histórias do meu pai. Fico triste. Partiram cedo demais. Gostava de os ter comigo, agora. Estarão certamente orgulhosos.

A vida continuou. O "Restaurante Peza Arroz" ficou entregue a dois dos quatro filhos. Eram inexperientes no ramo. Tinham a ferramenta para o sucesso, mas havia um longo caminho a percorrer. A vida deu-lhes uns bons professores. Haviam apreendido o fundamental. Nada se consegue sem trabalho e sacrifício. Assim foi. Uniram forças. Tornaram o "Restaurante Peza Arroz" um sítio de paragem obrigatória. Trabalharam e sacrificaram-se muito. O objetivo era proporcionar uma boa vida aos filhos. Nunca desistiram. A força de vencer e conquistar era o principal objetivo. Conquistaram, em 2007. Compraram o "Restaurante Filha da Mãe Preta". Foi uma vitória. Tenho tanto orgulho neles. Serão sempre os meus heróis. Cresci a apreender que a vida era dura. Era preciso sacrificar agora para poder colher no futuro. Não foi fácil.
 
 
 
 
 
Os restaurantes são porta com porta. Tínhamos crescido. O sacrifício de uma vida estava a dar os seus frutos. A pequena "Casa de Melgaço" estava grande. Devido a união e espírito de sacrifico dos meus avôs, do meu pai e do meu tio. Eles tinham muito para conquistar. Passaram-se cinco anos. Corria o ano 2012. Quando há uma perda terrível. O meu tio acaba por falecer.

O aliado do meu pai. O seu companheiro de luta. Estava a ser colocado novamente à prova. A vida voltava a continuar. Tínhamos que nos voltar reerguer. Não deixar cair o que havia sido construído. Continuar a honrar a família "Peza Arroz". Assim aconteceu. Durante cinco anos. Os restaurantes continuaram a trabalhar lado a lado, como restaurantes independentes. Esse não era o desejo do meu pai e da minha mãe. Pretendiam a união dos restaurantes numa única empresa.

Assim foi. Era dia 9 de junho de 2017. Um novo sonho estava a ser concretizado. Agora pelos meus pais. Conseguiram. Construíram os "Restaurantes Peza Arroz". Tornaram-se os donos desta empresa que enche-me de orgulho pelo seu passado.